Maranhão apresenta saldo positivo de 1.618 admissões em março de 2022

29/04/2022

O Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), autarquia vinculada à Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (SEPLAN), lançou, nesta sexta-feira (29), a Sinopse da Nota do Mercado de Trabalho Formal Maranhense, referente a março de 2022, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). A publicação destaca que o Maranhão apresentou saldo de 1.618 admissões líquidas em março de 2022, o terceiro resultado positivo consecutivo no ano e o segundo maior crescimento de vagas da região Nordeste.  

Ao investigar o saldo de contratações no mês, no estado, aponta-se que os grupamentos de Serviços (+1,9 mil vínculos) e da Indústria (+630 vínculos) registraram abertura de empregos.

No que se refere ao acumulado dos três primeiros meses do ano, foram geradas 5.773 vagas adicionais de emprego com carteira. O resultado equivale à variação de 1,10% no contingente de empregados, a segunda maior alta do Nordeste.

“O Maranhão vem apresentando uma performance positiva na geração de postos de trabalho. No acumulado do ano, o total de trabalhadores celetistas no mercado de trabalho maranhense alcançou 530.895 pessoas, uma alta de 13,3% em relação ao patamar pré-pandemia”, destaca a diretora de Estudos e Pesquisas, Talita Nascimento.

Em todo o território nacional, foram abertas 136,2 mil vagas em março de 2022, resultado da diferença entre 1.953.071 admissões e 1.816.882 desligamentos. Os dados apontam que, em março, houve saldo positivo na geração de vagas em quatro dos cinco grandes grupamentos de atividades. O destaque foi o grupamento de “Serviços”, que criou 111,5 mil novos vínculos. A “Construção” foi responsável pela criação de 25,1 mil vagas e a “Indústria” registrou saldo de 15,3 mil postos.

Acesse a sinopse na íntegra