Nota de Pesar - Presidente do IMESC, Hiroshi Matsumoto

30/04/2022

É com profundo pesar que informamos o falecimento do professor Hiroshi Matsumoto, presidente do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), ocorrido nesta sexta-feira, 29 de abril. 

Hiroshi é uma referência no ensino das ciências econômicas e na construção de iniciativas em prol do desenvolvimento do Maranhão e dos maranhenses. 

Neste momento de dor, nós, das equipes da Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento e do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos, nos solidarizamos com os familiares e amigos.

Trajetória

Hiroshi Matsumoto, nascido em 19 de março de 1950, em São Paulo, veio para o Maranhão em 1973, a convite do professor Bandeira Tribuzi, para trabalhar no Instituto de Pesquisa Econômica e Informática (IPEI), o antigo IMESC. 

Em 1974 ingressou na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) como professor do Departamento de Economia, onde contribuiu para a formação da grande maioria dos economistas do estado. Vale lembrar que a primeira turma oficial do curso de economia é de 1968. 

Em 2006, Hiroshi deixa a UFMA para contribuir na recriação do IMESC, onde trabalhou por dois anos.

Em 2019, Hiroshi retorna ao IMESC, motivado pelo desejo de continuar contribuindo para o desenvolvimento do Maranhão e de ensinar e formar profissionais na área de pesquisas socioeconômicas, transmitindo o vasto conhecimento que possuía na área econômica e também social. 

Em todos os seus projetos de pesquisa, algo em comum: Hiroshi sempre olhava para o futuro e pensava no bem-estar das pessoas. 

Em 2022, Hiroshi foi convidado para ser presidente do Instituto e aceitou. E com o mesmo entusiasmo e jovialidade de cinco décadas atrás, quando chegou ao Maranhão, ele assumiu a presidência. 

A semente plantada com seus ensinamentos continuará gerando frutos, por meio de centenas de profissionais formados por ele, e que atuam nos mais diversos setores da economia maranhense e nas áreas sociais. "Eu fui aluno de Hiroshi" é daquelas frases ditas com orgulho quando os profissionais se encontram e recordam dos aprendizados da academia.  

O Maranhão perde um profissional dedicado e um ser humano que transformou muitas vidas.